Sinopse: Neste fascinante thriller, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou em "O Código da Vinci", "Anjos e Demônios" e o "Símbolo Perdido" e faz de Inferno sua aposta mais alta até o momento. No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado nas obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra uma adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.
obs.: Pode conter spoilers.

   Dan Brown não erra. Com o mesmo ritmo, mistério e lógica geniais, de outros de seus sucessos, Inferno não decepciona.  É claro que quem vai com muita sede ao pote, pode não achar tão bom, mas cá entre nós Dan Brown consegue te prender na história de uma forma inexplicável.  Não é segredo que Dan Brown divide opiniões, alguns amam, outros o detestam veemente, mas prefiro me manter neutra, embora ame o estilo de escrita dele, não o considero “mestre da literatura”, como muitos por aí.
  A história de Inferno, gira em torno da obra de Dante Alighieri, A divina comédia, mas especificamente a primeira parte deste poema épico, o Inferno.  Ao contrário de seus outros livros este não se trata de conspiração de organizações secretas de tempos atrás, mas de algo mais moderno e diferente do que o título sugere, esse livro é o que menos o cristianismo é bombardeado abertamente.
 Durante todo o livro o encanto é inevitável, é como andar pelas ruas italianas e pelos museus e obras de arte. Pallazzo Vecchio, Palacio Pitti, corredor Vasari, Duomo de Florença... Dá até vontade de viajar pra Itália!

  Busca e encontrarás.
   
O livro começa com um sonho, nele uma senhora de cabelos prateados repete essa frase. E é só isso que Robert Langdon, famoso simbologista e professor de Harvard, lembra ao se acordar em um hospital em Florença, a milhares de quilômetros de casa e  sem qualquer vestígio de memória das últimas 36 horas. Antes que pudesse descobrir qualquer coisa de útil, Langdon sofre uma tentativa de assassinato no hospital, a partir daí começa sua busca desesperada por informações.
  Por que ele está em Florença? Por que estão tentando mata-lo?
  Com a ajuda da dra. Sienna Brooks, Langdon consegue escapar do hospital, fugindo da maluca de cabelos espetados que quer matá-lo. Ao chegar ao singelo apartamento de Sienna, o simbologista enquanto tenta se recuperar do ocorrido e relembrar o que aconteceu, acaba descobrindo que a médica é dona de uma mente genial e o que ao chegar ao hospital ele carregava escondido em suas roupas um objeto misterioso. Mas que objeto misterioso era aquele que carregava escondido em seu Harris Tweed? Ele não lembrava.
Ao vasculhar o objeto, Langdon descobre que ele projeta uma imagem: O Mapa do Inferno, de Botticelli, “...um tributo a uma obra literária do século XIV que havia se tornado um dos mais célebres da história... uma visão notoriamente macabra do Inferno cuja influência se fazia sentir até hoje. O Inferno, de Dante.”
Mas o que será que o Divina Comédia, de Dante tinha haver com ele estar em Florença sendo perseguido? Por que ele carregava este objeto?
  O mistério que estava em suas mãos era maior do que ele imaginava e se não resolvido poderia culminar com uma catástrofe a nível mundial.
   Ao avançar na história, somos apresentados a vários personagens que estão diretamente ou indiretamente ligados ao mistério. Descobrimos sobre a organização que persegue o professor e ficamos muito confusos com as cenas do já morto Dr. Bertrand Zobrist, um cara aparente louco e sem noção que pretende acabar com boa parte da humanidade, defendendo suas teorias de superpopulação e transhumanismo. E quando tudo aparentemente está resolvido... “A” reviravolta.
    Para quem já conhece Dan Brown, dá para notar claramente que ele segue a mesma receita de sucesso dos outros livros, deixando até algumas partes com cara de clichê, mas que em nada diminui o grande livro que Inferno é. Decerto com polêmicas (como não poderia deixar de ser), com suspense a todo o momento, símbolos e mensagens secretas, esse não chega a bater “O código da Vinci” nem “Anjos e Demônios”, mas com certeza não é um livro de se jogar fora, que vale a pena ler e que sem dúvida nenhuma , surpreende. Para todos os interessados em uma viagem literária pela Itália e pelo mundo da Divina Comédia, convido-os a apreciarem este obra.

  Muito bom.

Comente com o Facebook:

22 Comentários

  1. Eu li muito por alto porque ainda não comprei e não quero spoiler, mas Divina Comédia e Itália falam a minha língua. Eu to doida para ler, de verdade, to doida para comprar. Acho que não vai demorar muito para eu acabar fazendo isso...

    http://josyarr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bom, acho que não decepciona ao fã de uma boa história.
      Beijos e muito obrigada pela visita Josy!

      Excluir
  2. Oi Oi!
    Não li nada ainda do Dan, mais os livros estão na lista de leitura, os deles são bem daquele estilo ame ou odeie, por ser um leitura um pouco dificil não é todos que irão entender...Mas ao contrario de você tenho certeza que se eu fosse Dan vai se tornar o cara pra mim :)
    Beijokas, Brubs
    Livros de Cabeceira
    @IWannaRuffles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade não é qualquer que gosta de Dan. Mas os livros, temos que admitir, são muito bons! rsrsrs.
      Beijos e obrigada pela visitinha!

      Excluir
  3. Se eu contar que não li nada do Dan Brown você acredita? Então. Estou nessa situação hahahha!
    Não sei por onde começar, indica um dos livros deles para eu começar?

    Adorei seu blog, muito bonito.
    Seguindo também, ok?

    Bjs
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito, também demorei um pouco para começar a ler os livros deles também, mas não me arrependi de ter começado. Bem se você quer começar a ler um livro dele sugiro "O Código Da Vinci" e "Anjos e Demônios", acho que são muito bons e são os primeiros com Langdon. "Símbolo Perdido", não foi tão bom, mas acho que não deixa de ser uma boa leitura. Gostei muito também de "Ponto de Impacto". Enfim ...fica a seu critério.
      A propósito também amei seu blog!
      Muito obrigada pela visitinha.

      Excluir
  4. Oi Scar,

    Depois de "O Símbolo Perdido", que achei fraco, estava meio que decepcionando com o Dan. Mas felizmente "Inferno" trouxe o autor de volta as boas comigo. Gostei muito do livro, principalmente das discrições minuciosas dos locais onde o enredo se desenvolve.

    Abraços,

    http://milvidasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito bom nas descrições, nunca fiquei com tanta vontade de ir a Veneza! rsrsrs. Não conseguia largar o livro... muito bom!
      Obrigada pela visita, Jeferson!

      Excluir
  5. Ainda não tenho nenhum do Dan, mais futuramente terei seus lindos livros <3
    ótima resenha, realmente esta resenha foi a primeira que vi que realmente gostou desse livro que ja vi em algum lugar ( o povo sempre diz que já leu melhores dele ) ¬¬'.
    Bjus!

    sonholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ingrid! Realmente há outros livros incríveis dele, que este não supera, mas acho que não torna o livro ruim, mas diferente. Eu realmente gostei do livro, para quem gosta de suspense e mistério, este com certeza é um bom livro.
      Obrigada pela visita, flor!

      Excluir
  6. Não curto muito os livros do Dan,
    o cara escreve muito bem, mas as premissas dos livros dele
    não me atraem, por isso não me interessei muito em ler esse
    isso e mais algumas resenhas negativas que li, dizimaram por completo
    as possibilidades de comprar e ler esse livro

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena... mas cada pessoas curte um gênero diferente, né? Eu também não curtia muito ele não, mas acabei me surpreendendo.
      Obrigada pela visita, flor!

      Excluir
  7. Oi! Vim retribuir a visita e gostei do seu blog! Achei o layout dele muito fofo! ^^ Então, Dan Brown é mesmo um autor que divide opiniões, neh? Eu li alguns livros dele, mas confesso que não acho "o bicho". A repetição da mesma fórmula que ele usa em seus livros me cansou um pouco e faz tempo que não leio nada dele. Mas, como todos estão falando tão bem de Inferno, quem sabe eu não me anime a lê-lo? Adorei a resenha.
    Beijos,
    Niki,
    http://www.meigaemalefica.blogspot.com
    http://www.randomcast.com.br

    ResponderExcluir
  8. Sempre quando visito blogs eu adoro me deparar com resenhas! Simplesmente amo ler!
    Gostei muito do livro, vou até adicioná-lo na minha listinha de livros que pretendo comprar! Adorei o blog, estou seguindo aqui :)

    Beijos :*
    BLOG ~~> Kiss of Gloss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seguindo o seu também, flor! Muito obrigada pela visita!
      Beijos.

      Excluir
  9. Oiii,

    Li esse e gostei muito! Claro que não tem muita novidade mas deu o recado direitinho!

    deixei uma tag pra voces la no blog

    bjo!

    http://valmedrado16.blogspot.com.br/2013/09/tag-complete-as-frases.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Val. Já vou responder a TAG!
      Beijos e obrigada pela visitinha.

      Excluir
  10. Adoro a Divina Comédia e detesto Dan Brown, fiquei maluca quando vi que ele ia macular uma história tão incrível u_u hahaha
    Birras a parte... Seu blog é muito fofiiiinho! hahah Estou seguindo aqui! (:

    http://sobrelivroseletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, gostei muito do blog.
    Seguindo, claro.

    Beijos
    Isabelle
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito do seu blog! Adorei a resenha, quero muito ler este livro!!!

    Beijos,
    Brenda Ellen
    livroaestantedavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Voltei aqui só para dizer que estou abismada com a quantidade de gente que não curte os livros dele. Por Deus, gente, vocês só podem estar de sacanagem!

    Beijos, Josy Revoltada u.u

    ResponderExcluir