Sinopse: Às vezes, nem a morte está segura.
Um anuncio de aluguel faz com que Lúcio, um vampiro caçado pelo primogênito de sua raça, conheça Kelene. Mas ela não é apenas uma jovem humana, da mesma forma que Lúcio não é um vampiro qualquer.
O que Kelene não imaginava era que Lúcio estivesse ligado a uma figura do seu passado, e que uma armadilha antigacestivese de volta.
O que Lúcio não esperava era que Kelene fosse a arma que precisavam para destruí-lo, ele que estava além da própria morte.
Quando a verdade começa vir à tona, não há como fugir. As respostas estão no passado, entre as memórias proibidas de Lúcio e os segredos que transformaram Kelene no que ela é. Mas o que alguém pode fazer quando a própria morte está ameaçada.

Livro gentilmente cedido pela autora para resenha.






  Que saudades, my littles! Vocês não sabem a dificuldade para fazer este post! kkkkkk Nosso notebook abençoado resolveu nos deixar na mão e como ainda não conseguimos consertar, cá estamos escrevendo pelo tablet, só quem já escreveu nessas teclinhas sabe com é chato. Então, perdoem-nos caso as imagens ou alguma outra coisa ficar fora do lugar. Então, vamos ao que interessa, não é mesmo?
   Hoje trago para vocês a resenha de um livro muito, muito, muito bom. Conheci a obra pelo facebook e logo corri para falar com a Thais que foi super gente boa e fechou a parceria com a gente.
   A princípio, O Ciclo da Morte é exatamente o tipo de livro eu leria, cheio de magia e criaturas míticas, mas admito que tive certo receio. Com a recente supervalorização dos vampiros, a verdade é que chego até ter medo de ler essas histórias e me decepcionar, adianto logo que esse não foi o caso, para ser sincera, apostei e me dei bem.
 No mundo criado pela Thais em O Ciclo da Morte, ao contrário da maioria dos livros, os seres sobrenaturais ou povos do Outro Mundo não são segredo para ninguém, eles são de conhecimento geral e até certo tempo conviveram em paz com a humanidade, mas isso foi há muito tempo.  No periodo atual, onde se passa a história, há um espécie de divisão social, onde os do Outro Mundo vivem reclusos ou sofrem preconceito, e cuja maioria prefere se manter oculto.
  Com uma narração fluida e um ritmo rápido, O Ciclo da Morte nos apresenta a Kelene, uma mulher forte e determinada, mas antes de tudo,  cheia de mistérios. Depois de colocar um anúncio de aluguel do seu apartamento, ela recebe uma resposta de Lúcio, um vampiro atormentado pelos erros do passado que vive fugindo de um antigo inimigo. Mas nem Lúcio, nem Kelene são o que aparentam ser.
  Ao passo em que descobrimos rapidamente quem Lúcio é - não um vampiro qualquer, mas um dos primogênitos, - passamos grande parte da história sem saber exatamente quem é Kelene.  É fácil descobrir que ela não é apenas humana, ela tem uma certa sensibilidade para coisas sobrenaturais ao ponto de perceber que Lúcio é um vampiro só de ouvir a voz dele por telefone. Então uma das grandes sacadas do livro é esse mistério. Quem é ela? E o que exatamente aconteceu no passado para ela ser assim?
  Quanto ao romance, embora ele esteja de fato presente, percebemos que o destaque do livro em momento algum é esse, e mesmo torcendo pelo casal, nosso interesse ainda continua sendo o mistério, e o mais importante, a conspiração que envolve o Outro Mundo no momento.
  Seth, irmão de Lúcio e também um vampiro primogênito, aliou-se ao Inonimavel, um ser que está há muito aprisionado, mas que vem tentando libertar-se e, ao que tudo indica, está bem perto de conseguir. E isso não seria um problema tão grande se o Inominável não fosse tão poderoso ao ponto de ameaçar até a própria Morte. 
   O ponto forte do livro para mim, sem dúvida, foi incluir os seres fantásticos com uma nova abordagem, achei super diferente o modo como eles foram retratados. O ponto fraco é também o motivo das 4 estrelas e não 5. O que me deixou um pouco incomodada foi a falta de descrição de alguns cenários, por vezes se tornava confuso saber exatamente onde eles estavam.
   O livro é narrado em primeira pessoa, e alterna os pontos de vistas entre Kelene, Lúcio e, algumas vezes, a Morte.
  Se você está procurando um livro diferente, com muitos seres mágicos, mistérios e uma boa narração, eu lhes apresento O Ciclo da Morte. Mais que recomendado!